estratégia de marketing

Uso de dados para otimização de estratégias de marketing

Nesta era pós-digital, tendências e comportamento de consumo se alteram numa velocidade estonteante. A cada dia que passa, mais e mais pessoas estão conectadas o tempo todo, buscando, criando e compartilhando informações de todos os tipos. Se o objetivo é melhorar suas estratégias de marketing e deixá-las assertivas, o mapa do caminho para o sucesso está fragmentado em meio a todos esses dados gerados diariamente.

Para cumprir o objetivo de desenvolver estratégias que ganham notoriedade em seu público, empresas maduras digitalmente e até as recém introduzidas no ambiente virtual, recorrem à ferramentas de Big Data, BI, Inteligência Artificial e outras, para agir com precisão e acertar em cheio os anseios, expectativas e necessidades de seus futuros e fidelizados clientes.

 

Por que utilizar os dados para otimizar as estratégias de marketing?

A sociedade está imersa na tecnologia, grande parte de sua rotina, seja ela pessoal ou profissional, é online. Smartphones, smart tvs, mensageiros, redes sociais, email, navegador da internet, games, serviços de streaming, chats de assistência, enfim, são quase infinitas as ferramentas que trocam informações online.

Desta forma, quase todo nosso dia é registrado por um ou mais dispositivos. Durante essa jornada online, o usuário deixa uma trilha digital em todos os lugares que acessou e é nesta trilha que estão os dados úteis para o desenvolvimento de estratégias de marketing. 

São muitas as informações que podem se transformar em insumos importantes para as empresas, o “rastro” do usuário deixa exposto exatamente o caminho pelo qual ele percorreu no ambiente virtual. Pesquisas de produtos/serviços, comentários nas redes sociais, sites de reclamação, vídeos assistidos, imagens compartilhadas e mais uma lista gigantesca de interações que geram dados. 

As experiências/vivências consideradas significativas e confiáveis pelo consumidor na infinidade de canais e dispositivos online à sua disposição, é um tesouro valioso para os profissionais de marketing, pois são nelas que estão contidos os dados úteis para o desenvolvimento e otimização de suas estratégias.

Leia também: O que é a Lei Geral de Proteção de Dados e como utilizá-la a favor da sua empresa

 

Como encontrar essas informações tão importantes?

Agora, você já compreendeu o motivo de estratégias de marketing baseadas no uso de dados de consumidores serem eficazes e vantajosas, mais importante que isso é entender como conseguir essas informações para serem utilizadas em seu benefício.

Os dados possuem 3 naturezas – First, Second e Third party.

As informações da First Party tem origem no próprio negócio. São captadas por meio de landing pages, registro de navegação do cliente na página da empresa, cadastros e formulários preenchidos.

Os dados da Second Party são aqueles compartilhados entre empresas. É muito comum marcas do mesmo setor que não são concorrentes trocarem informações sobre o comportamento de consumo de seus clientes para construírem estratégias eficazes. 

Já a third party, engloba os dados que são entregues por provedores de informações, como os data centers e outras empresas que coletam informações de diversas origens on ou offline. Este grupo complementa as first e second party de dados pois fornecem um detalhamento específico para o perfil da empresa.

 

Formas de aplicação dos dados coletados para otimizar as estratégias de marketing

Vamos usar um exemplo simples para esclarecer como utilizar essas informações, observe:

Uma loja de calçados femininos e masculinos começa a coletar dados e identifica que seu público são pessoas entre 25 e 35 anos de idade e que, normalmente, após realizarem uma pesquisa no site da loja, migram para páginas de roupas e/ou produtos para a prática de esportes.

Com esses dados, a equipe de marketing consegue desenvolver conteúdos publicitários que unam elementos relacionados à calçados e esportes, e segmentá-los para aparecerem em páginas de artigos esportivos que seu público costuma acessar.

Este é somente um exemplo simples, as possibilidades são muitas, senão infinitas, e a eficácia da estratégia depende diretamente da qualidade e relevância dos dados para cara tipo de negócio.

Pronto, agora você já sabe sobre o uso de dados para otimização de estratégias de marketing. Quer aplicar nas suas estratégias e não sabe por onde começar? Fale com um diwer! 

[optin-monster-shortcode id="tc7sfgapf4vareut0m0e"]
Taynar Costa
Taynar Costa
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *