A importância da personalização na comunicação Digital

[INSIGHTS] A importância da personalização na comunicação digital        

Como profissionais de marketing, no dia a dia é comum fazermos campanhas massificadas para atingir a maior quantidade possível de pessoas com aquela mensagem, não é mesmo?

Mas você já parou para refletir que “Quem fala com todos, não fala com ninguém?”. Pois é, atualmente estamos sendo bombardeados o tempo todo por anúncios e campanhas que em muitos casos não são segmentadas e oferecem uma experiência não satisfatória com aquela empresa. Proporcionar uma experiência personalizada para o seu cliente, pode estreitar o relacionamento e fidelizá-lo.

Esqueça o “Ah, mas para fazer uma campanha personalizada eu gasto mais” ou “se eu fizer uma campanha personalizada eu tenho mais trabalho”. Vem comigo que vou quebrar esses e outros muitos mitos sobre a personalização na comunicação e ainda te mostrar o quão benéfica ela é! 

Sabe o que é marketing personalizado? 

Quando falamos de personalização não estamos falando de um conceito totalmente novo, o marketing personalizado é a estratégia da entrega de conteúdos individualizados para cada usuário, com as informações coletadas através de ferramentas de machine learning que têm como objetivo a experiência do usuário, seja ele cliente ou lead comunicando-se com cada um de forma individual. 

E sabe quem faz isso muito bem? A nossa queridinha Netflix, quando faz recomendações personalizadas baseadas em conteúdos que você já assistiu:

Netflix
Outro bom exemplo é a Amazon, seu objetivo é ajudar as pessoas a encontrarem os melhores produtos e o Jeff Bezos, diretor e CEO, tem uma boa frase para esse objetivo: “Se nós queremos ter 20 milhões de clientes, então nós teremos 20 milhões de lojas, nossa missão é ser a maior empresa customer-centric”. 

E te pergunto, você sabe quais são os benefícios da personalização?

  • Melhorar a experiência: quando oferecemos algum tipo de material para o usuário para realizar o download é necessário que ele forneça alguns dados no formulário. Quando essas informações são fornecidas o usuário espera que elas sejam protegidos e que a experiência com os próximos contatos seja mais personalizada.
  • Conhecer seu público: para uma boa personalização na comunicação precisamos da ajuda da tecnologia para entender com o que o usuário tem mais afinidade, dados demográficos, dados de navegação etc. Esses são insights relevantes para oferecer conteúdos únicos, dessa forma podemos automatizar a comunicação usando o machine learning para ajudar na análise, cruzamento de dados e formulação de testes de hipóteses.
  • Vender mais: ao identificar e responder ao canal mais assertivo para cada usuário e depois acompanhá-los com uma abordagem omnichannel as empresas podem aumentar o ROI de suas ações.
  • Otimização da comunicação em cada canal: os usuários interagem com as marcas em diversos canais, seja e-mail, mídias sociais, aplicativos etc. É importante a coleta e análise das informações de quem visitou seu site para oferecer uma comunicação assertiva para cada canal e promover a melhor experiência para o usuário.

Para tudo isso acontecer você precisa entender com quem você irá se comunicar e como!

Para compreender como a personalização pode impactar positivamente em suas ações, precisamos definir com quem iremos falar e quais são as estratégias da ação. Para isso iremos utilizar os 4 W’s que ajudarão na assertividade da comunicação.

Who?
Defina seu público: com quem você irá se comunicar?

Why?
Defina o porquê: como em qualquer campanha de marketing precisamos compreender os objetivos e estratégias de cada ação.


What?
Defina o que você irá comunicar e personalizar: priorize a mensagem que o seu público gostaria de consumir ao receber seu conteúdo.

Where?

Defina onde você pode personalizar: pense onde você pode se conectar com cada pessoa.

Como faço para atingir o perfil de cliente ideal com a personalização?

A personalização e ABM é o conjunto perfeito, pois você irá entregar o conteúdo ideal para o seu cliente ideal. Mas, antes de tudo, você sabe o que é ABM? 

ABM ou Account-Based Marketing é uma estratégia de marketing focada em contas já pré-definidas. Isto é, selecionar primeiro quem são os potenciais clientes para então fazer campanhas para atrair e se relacionar com eles.”

Você já passou por dificuldades em gerar leads qualificados ou avançá-los na jornada de compra? O ABM tem como objetivo eliminar essas e outras dores.

O ABM não é um termo da moda, seu principal objetivo é focar os esforços em contas pré-definidas determinando quais são os potenciais clientes e depois realizar ações para se relacionar com essas contas.

Em seu livro sobre personalização, Felipe Spina, aborda um exemplo bem claro sobre a diferença do Inbound Marketing e ABM. Suponhamos que você esteja pescando e leva seu anzol para conseguir seus peixes, na teoria seriam seus leads. Para identificar os consumidores (peixes) que teriam interesse pela sua oferta você lança a isca e aguarda até o peixe ser pego pelo anzol. Nesse caso, a isca é a oferta de geração de lead, conforme a imagem abaixo:

Inbound ABM

Após a geração dos leads, vem a etapa de qualificação para eles avançarem do meio para o fundo do funil. Pode acontecer de acabarem entrando em seu funil muitos leads que ainda não estão qualificados, como é o caso da imagem acima no lado esquerdo.

Com o ABM a analogia seria pescar com uma flecha, assim você escolhe diretamente o peixe que você deseja pescar no lugar de se concentrar em vários. No ABM você foca em leads pré-selecionados, ou seja, é certeiro.

Qual é o conteúdo ideal para a minha estratégia de ABM?

Para promover um relacionamento com esses contatos, é extremamente relevante criar conteúdos personalizados. Assim, você estará se comunicando com altos executivos e você não mantém uma conversa duradoura com esse público com mensagens genéricas.

Você pode utilizar todo o tipo de conteúdo que você usaria em um processo de marketing e vendas, desde que sejam personalizados e relevantes, focados na estratégia de ABM.

Para garantir a assertividade do seu conteúdo é importante conhecer o seu público, pois nem todo mundo gosta de consumir vídeo, nem todo mundo gosta de e-books, por exemplo. É necessário a análise do perfil para oferecer a melhor experiência com conteúdos únicos direcionados um a um. Mas calma, é necessário ter um equilíbrio em sua personalização para não causar o efeito contrário em seu público e desperdiçar uma oportunidade de encantamento do cliente. 

Não fique para trás!

A personalização é a moeda do futuro para se comunicar com o seu público é o que irá diferenciar seus conteúdos dos demais. É o ponto crucial que irá diferenciar o seu e-mail na caixa de entrada entre tantos outros recebidos durante o dia. Então, aposte em conteúdos personalizado para gerar empatia com o público e construir relacionamentos mais sólidos e menos superficiais.

Lembre-se, a essência da personalização é o growth, então teste muito mesmo para validar qual hipótese melhor se encaixa com o seu público. Explore melhorias constantes em suas ações e acompanhe diariamente seus resultados.  😉

O tema personalização vai longe e deixo aqui algumas referências para você se aprofundar mais e ficar expert:

  • Agradeço especialmente ao Felipe Spina, autor do livro Personalização. O conteúdo riquíssimo do livro ajudou imensamente nesse conteúdo e também a compreender a importância do assunto nas entregas do dia a dia. Personalização
  • Site: https://webpersonalization.com.br/

E lembre-se “Personalize!”

  • Quem escreveu: Bianca Santana – Me chame de Bia (Bianca é só quando o assunto é bem sério rs), publicitária, Social Media por amor, apaixonada por gatos, Nutella e aquele networking com comida gostosa!
Taynar Costa
Taynar Costa
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *