O papel das empresas na transformação cultural

É inegável que transformação é a palavra do momento no mundo empresarial, seja na mudança de hierarquias e processos ou mesmo com a aquisição de novas tecnologias que otimizam antigos métodos e ajudam a expandir seu negócio, condutas tão necessárias em uma realidade onde a transformação digital impera. 

Entretanto, em um cenário que clama pela inovação das empresas, será que esse tão propagado termo chega de forma íntegra e aplicável para todos os gestores? Afinal, sabemos que transformar é imprescindível, mas como começar as mudanças? Além disso, seria a transformação digital o ponto de início para atender às demandas do consumidor mobile, ou podemos dar um passo atrás e compreender como os aspectos culturais do público influenciam para o crescimento dos negócios?

Alguns grandes veículos já afirmam que dentro das empresas, a transformação cultural é mais relevante que a digital, esse padrão segue também externamente? Acompanhe o conteúdo e descubra conosco!

Indivíduos fragmentados, mas com ideais binários

Vivemos em um contexto social extremamente polarizado, isso é visível em divergências de pensamento político ou conflitos entre opiniões conservadoras e liberais. Com o poder de expressão e comunicação dos indivíduos, proveniente das redes sociais, essa incompatibilidade de pontos de vista toma proporções ainda maiores, desenvolvendo, por vezes, um viés agressivo.

Tendências revolucionárias e sustentáveis, como upcycling, a economia colaborativa e lowsumerism surgem mostrando a era de consciência ambiental e social que estamos inseridos. Em contrapartida, cresce em todo o mundo uma onda comportamental mais puxada para atitudes tradicionais. 

O fato é que, mesmo que os seres humanos estejam hoje tão fragmentados e voláteis, a ponto de sempre questionarmos e refletirmos sobre nossas convicções, a sociedade atual nunca esteve tão binária. 

O momento da junção de visões

O momento da junção de visões

Para alguns grandes nomes do mercado, como Max Petrucci, da Garage IM, esse ápice de diferença de opiniões é positivo e oportuno. Com a grande visibilidade dos dois lados que a Era Digital nos proporciona, é possível que possamos, de forma individual ou como toda uma sociedade, enxergar os problemas como um todo.

Aliada à transformação digital, essas mudanças na cultura e na sociedade tem potencial para reunir e mobilizar globalmente. Dessa forma, caminharemos para uma realidade onde a junção de visões diversificadas abrirá espaço para uma evolução sincrônica. 

E qual o papel das empresas na transformação cultural da sociedade?

Nessa trilha onde múltiplas visões e contextos estão, cada vez mais, ganhando seu espaço e sendo percebidos, é mais importante do que nunca que empresas se posicionem. Mais do que levantar bandeiras que representam sua missão e valores, as marcas devem garantir integralmente que toda sua responsabilidade social seja devidamente cumprida.

Dar voz a colaboradores, alinhar seus interesses com o da corporação e empoderá-los são alguns dos pilares para que a cultura interna da empresa coincida com a cultura fora dela. Nas relações externas, compreender os princípios e vontades das pessoas dentro dessa esfera de progressão é fundamental. Assim, estreitar o propósito do seu negócio com o que seu público realmente procura se torna um processo mais fácil. 

Além de fazer com que seu público se aproxime, sua empresa estará pronta para a competitividade do mercado e todas as transformações que tem gerado impacto à economia e indústrias. 

Gostou do tema? Se aprofunde ainda mais sobre o papel das empresas e outros assuntos sobre inovação com o bate-papo que tivemos com Max Petrucci, da Garage IM, para o ProTalks. 

Equipe Diwe

Equipe Diwe

Deixe um comentário

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Converse
com o
Deep team

O que você tem pra nos dizer? Nos unimos pelas pessoas que somos e pelo mindset que temos. E queremos compartilhar isso com você.