O medo de inovar e os seus impactos

O medo de inovar e os seus impactos

A evolução é um processo que acompanha os seres humanos desde o princípio da humanidade. É por meio das experiências que as pessoas mudam, crescem, aprendem a serem melhores e a ficarem mais bem preparadas para o que acontece em suas vidas. E dentro das empresas esse processo não seria diferente.

Em pleno século XXI estamos presenciando uma alta transformação na indústria e comércio. Termos como Big Data, Inteligência Artificial e IoT (Internet das Coisas) já deixaram de ser previsões para se tornarem realidade – uma realidade que está diferenciando empresas que sabem como utilizá-los.

A transformação está acontecendo diante dos nossos olhos e esse é o momento de nos perguntarmos se, assim como o mundo, nós profissionais também estamos nos transformando.

A importância da mudança pessoal e profissional

Só usar a tecnologia é inútil nas mãos de profissionais que não tem uma atitude voltada para o desenvolvimento – do mercado, do negócio, da sociedade e de si próprios. Cada vez mais a liderança e o papel dos gestores têm sido fundamental para o sucesso dos negócios, mas é a partir da atitude individual de cada profissional que conseguimos provocar mudanças verdadeiras que realmente impactem o todo – e que acabam se refletindo em resultados.

Ou seja, cada gestor precisa pensar em como, individualmente, ele pode ajudar a mudar o seu entorno.

Muitas empresas estão tão acostumadas ao seu modelo antigo de negócios, “satisfeitas” com os mesmos resultados e, por estarem onde estão, se esquecem da necessidade de evoluírem junto do mercado. E por conta disso acabam ultrapassadas, engessadas em um mindset antigo que as impede de se desenvolverem e conquistarem melhores ganhos.

Sem uma transformação de mentalidade será praticamente impossível as empresas fazerem crescer seus resultados. Elas acabarão ficando para trás e tão logo serão substituídas por outras mais inovadoras, com profissionais mais preparados e que estão diariamente focados no agora e no futuro. 

Quem nunca leu os cases da Kodak e Blockbuster, por exemplo? (Apesar da realidade do que aconteceu com essas empresas ser mais complexo do que o espalhado no mercado).

Você se considera um desses profissionais? Entendemos também que acompanhar esse crescimento acelerado é algo que exige mais do que só esforços e dedicação. É preciso também o talento para visionar decisões e saber implementar estratégias para transformar os negócios antigos em algo totalmente novo.

Para que a mudança seja efetiva e eficaz, é importante contar com um planejamento estratégico para atingir metas significativas em maior tempo. Pense só, se em três meses você é capaz de conseguir resultados satisfatórios, o que impede que daqui 5 ou 10 anos você não ajude a sua empresa a ter resultados excelentes?

Às vezes, essa falta de visão pode ser o motivo da sua gestão estar ultrapassada.

Medo de inovar

Outro ponto importante a ser levado em consideração é medo de inovar.

Ficar acomodado pode ser uma estratégia segura, mas não é a forma mais inteligente de manter a empresa competitiva. Deixar de tomar decisões por medo dos riscos pode estar impedindo você de explorar novas oportunidades, além de conquistar resultados muito mais expressivos.

Se o objetivo é se destacar e se tornar líder do seu segmento, uma postura mais arrojada pode ajudar os seus negócios a prosperar. Mas lembre-se de sempre tomar decisões de forma consciente e bem planejada, ok? E para isso, é necessário ter foco onde se quer chegar.

A tecnologia é um meio para atingirmos nossos objetivos, nunca o fim. Tenha isso em mente

O impacto da falta de ação

Colocar os planos no papel é mais fácil do que colocá-los em prática, certo? E por tratar de algo mais difícil de ser feito, muitos gestores acabam desistindo ou deixando de implementar estratégias novas que poderiam sim ser eficientes.

Pode não parecer agora, mas essa falta de atitude acaba comprometendo o progresso da inovação, deixando a empresa acreditar que está no caminho certo quando na verdade não está. Se como gestor você quer que a sua empresa prospere, é necessário colocar as mãos na massa e agir para que isso aconteça.

Embora seja um grande desafio, não é impossível os gestores adaptarem os negócios à inovação e o crescimento. É claro que essa mudança exigirá trabalho duro, dedicação e atitude, mas garantimos que todo esse esforço terá valido a pena.

Como profissional responsável, será você o encarregado por gerenciar e direcionar os negócios para o caminho da inovação. Então é necessário e, quase que imprescindível que você esteja bem preparado.

Agora, qual é o custo de toda essa movimentação? Quanto custa se transformar digitalmente? Vem conferir neste episódio do ProTalks a resposta dessa pergunta, com um super bate-papo com Victor Hugo Alves, Head of Digital Strategy & Customer Experiences na Stefanini, a quinta multinacional brasileira mais internacionalizada, presente em 40 países.

Você também escutar o conteúdo no Spotify.

Equipe DIWE
Equipe DIWE
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *