mulheres nos cargos de liderança

O previsível, plausível e óbvio aumento das mulheres nos cargos de liderança

Não é novidade alguma que o mundo corporativo está numa empreitada para se adaptar à atual realidade de transformação, pois o comportamento das pessoas, seus valores e ideais são outros, tornando crescente a luta pelo equilíbrio e incorporação da diversidade nos ambientes de trabalho. Situações incomuns num passado recente passaram a se tornar realidade, como o aumento significativo na quantidade de mulheres nos cargos de liderança.

É óbvio que existe um esforço coletivo para balancear o número de homens e mulheres dentro das empresas e isso tem colaborado muito para maior integração feminina nos ambientes de trabalho. A mulher impacta o mundo corporativo em diversos aspectos, além dos resultados, e é fundamental tanto para o desenvolvimento de estratégias, de novas abordagens, quanto para o clima organizacional, humanização dos ambientes de trabalho e no relacionamento com clientes.

Estes e muitos outros pontos relevantes, em conjunto à luta constante das mulheres e de seus movimentos que visam igualdade de oportunidades, influenciam no crescimento contínuo e muito representativo de mulheres em cargos de liderança. 

O índice de representatividade das mulheres na liderança

Segundo o IBGE, em 2018 o número de pessoas do sexo feminino em cargos de liderança correspondeu a 39,1% e ultrapassou o número de homens nas universidades e responsáveis pela família. Entretanto, de acordo com o Panorama Mulher divulgado no mesmo ano, foi constatado que apenas 18% das empresas brasileiras estão sob comando de mulheres.

Umas das explicações para este crescimento no número de mulheres na liderança, nas universidade e na manutenção da família, são: 

  • O aumento dos programas de incentivo e capacitação de mulheres;
  • A atual e não recente busca feminina por independência financeira que estimula as mulheres a investirem em educação, cursos, certificados e outras ações que possam entregar oportunidades de melhores cargos e formação de carreira continuada;
  • Os diferenciais competitivos que as mulheres podem proporcionar para as corporações em cargos de todos os níveis.

Em contrapartida, apesar da importância da liderança feminina e sua representatividade em crescimento, ainda existem em todas as áreas preconceitos machistas intrínsecos que atrapalham o equilíbrio entre homens e mulheres na liderança das corporações. Um comportamento extremamente prejudicial para a manutenção e desenvolvimento da sociedade, uma vez que a diversidade é a melhor maneira de aproveitar tudo o que se tem de melhor em cada indivíduo. 

Os diferenciais competitivos que a liderança feminina pode entregar

Assim como os homens, as mulheres também possuem qualidades, competências e características importantes para dirigir cargos estratégicos e de grande responsabilidade em uma empresa. Apesar delas ainda serem minoria nos ambientes corporativos, a cada dia que passa são mais procuradas para exercer funções de liderança/gestão e, ao mesmo tempo, agregar valor e tornar as organizações mais humanizadas.

Confira os principais diferenciais competitivos, que de modo geral estão mais presentes nas mulheres, e que podem ser considerados como geradores de competitividade de extrema importância para a manutenção, desenvolvimento e transformação de todo o mercado:

  • Intuição aprimorada e assertiva;
  • Comunicação humanizada e expressiva;
  • Persistência perante dificuldades e novos desafios;
  • Resistência física e psicológica aprimorada, a mulher é mais tolerante e complacente em períodos de intensidade;
  • Tomada de decisões rápidas e ao mesmo tempo muito cautelosas;
  • Mulheres são multitasking e por isso conseguem lidar com diversos problemas simultaneamente;
  • Habilidade e facilidade para influenciar e engajar pessoas;
  • Flexibilidade de opinião;
  • Maior reconhecimento dos ambientes e das forças/fraquezas da empresa e seus colaboradores.
  • Gerenciamento de conflitos rápido, pacífico e humanizado.

Estes diferenciais presentes mais frequentes e potencializados nas mulheres, colaboram em sua luta por igualdade e reconhecimento e também para deixar suas marcas pessoais evidentes. Além disso, são fortes aliados no combate a preconceitos e convenções que diminuem a importância e fundamentalidade do sexo feminino em todos os campos de atuação e âmbitos sociais. 

As mulheres na liderança são muito mais propensas a compartilhar seus créditos e valorizar a contribuição de cada membro das equipes, pois entendem que o sucesso é somente alcançado com esforço coletivo.

E, para falar sobre a importância das mulheres, o impacto que a liderança feminina tem no mercado e quais os benefícios para as empresas ao investirem na integração de mulheres para esses cargos, este episódio do ProTalks conta com a presença de Elisa Tawil – LinkedIn Top Voices 2019 e fundadora do Mulheres do Imobiliário – para esclarecer e comentar pontos interessantes, além de trazer novidades sobre o assunto. Confira!

Se quiser, você pode ouvir a entrevista completa no ProTalks versão podcast, no Spotify.

Taynar Costa
Taynar Costa
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *