Gestão de pessoas na construção civil: como e por que aplicar?

A gestão de pessoas busca garantir que as necessidades dos colaboradores sejam atendidas e que eles exerçam suas funções exatamente de acordo com suas habilidades e capacidades. Além disso, esse tipo de gestão é responsável por administrar todo o capital humano da empresa.

Na construção civil, a mão de obra é o principal recurso para a concretização dos projetos, por isso, a gestão estratégica de pessoas reflete diretamente nos custos de produção e resultados. Para o setor, este tipo de gestão é construído por meio da fundamentação de 3 pontos, que são:

  •         O ponto de vista do colaborador;
  •         Como a empresa deve reagir;
  •         Ambiente de desenvolvimento das atividades.

Neste artigo vamos esclarecer esses 3 pontos indispensáveis para a integração da gestão de pessoas na construção civil, por isso continue a leitura e entenda.

Leia também: 7 inovações na construção civil para transformar o seu negócio

  

Os 3 pontos cruciais para a integração da gestão de pessoas na construção civil

A gestão de pessoas é responsável por desenvolver de maneira consciente e racional todo o capital humano de uma empresa. Desta forma, podemos resumir que, gerir pessoas estrategicamente é o mesmo que atrair os melhores funcionários, desenvolver, reter e motivá-los para desempenharem suas funções da melhor maneira possível.

O ponto de vista do colaborador

O ponto de vista do colaborador

Administrar os recursos humanos e potencializar o desempenho de seus colaboradores é um diferencial muito competitivo no mercado da construção civil. Muitas vezes, no canteiro de obras, encontram-se pessoas com diversas habilidades e especialidades, mas que operam em funções que não condizem com suas expertises. Esses funcionários acabam tornando-se talentos desperdiçados.

Além do desperdício de habilidades, a falta de gestão de pessoas impacta diretamente na motivação de seus colaboradores.  Na realidade, a visão sobre o real valor da remuneração evoluiu, anteriormente a análise das vantagens de um emprego se direcionavam exclusivamente em: SALÁRIO + BENEFÍCIOS + BÔNUS. Hoje, os jovens profissionais buscam por fatores diferenciados. Observe:

  •         Salário + benefícios + bônus;
  •         Evolução pessoal e profissional;
  •         Integração à equipe;
  •         Liberdade de escolhas;
  •         Senso de cumprimento de propósito.

Como seus colaboradores são responsáveis pelo volume e qualidade da produção (do planejamento à entrega do imóvel), é de extrema importância mantê-los motivados. Um funcionário desmotivado rende aquém de sua capacidade e, além disso, está sempre preparado para sair caso qualquer outra oportunidade de trabalho apareça.

É vital para uma empresa da construção civil entender o que motiva seus colaboradores a fazer parte dela. Os incentivos financeiros (Salários melhores + bonificação)? O propósito da empresa? Um plano de carreira realista e consistente? O que pode atrair e/ou reter este talento?

É impossível responder essas perguntas sem saber o que seus funcionários pensam sobre o assunto, visto que cada um deles reage de forma diferente.Normalmente, esse feedback do colaborador é obtido já no processo seletivo ou em reuniões com seus gestores para conversar sobre o assunto. 

Outro ponto que contribui para a motivação de seus colaboradores é a definir metas para cada setor e metas individuais para cada funcionário. Quando o colaborador sabe o que buscar e qual a recompensa ao atingir as metas coletivas e individuais ele se sente orientado e motivado a colaborar com a empresa e seus objetivos.

Um método de precaução à desmotivação de colaboradores é o processo seletivo transparente e exigente, onde já são transmitidos os objetivos, valores da empresa, o funcionamento e os desafios, além de aproveitar para conhecer os fatores que motivam o entrevistado a fazer parte da corporação. .

Como a empresa deve reagir

Após conhecer o ponto de vista do colaborador é possível definir os rumos da gestão estratégica de pessoas.  Na seleção de funcionários, deve-se buscar por pessoas que têm características e personalidade compatível com o cargo a ser assumido.

Existem pessoas que gostam de agir, executar tarefas rápidas e solucionar problemas, outras, são do tipo manutenção, que agem a partir de fatos concretos e pré-estabelecidos em relação a recursos e processos produtivos. É de extrema importância contratar colaboradores para vagas que se encaixam exatamente em seu perfil, caso contrário, será um colaborador desmotivado desde o primeiro dia.

O caminho correto a seguir para alcançar uma boa gestão de pessoas na construção civil é atender as necessidades dos colaboradores para que eles possam efetuar suas funções com fluidez, ou seja, possuir as ferramentas, recursos e conhecimentos necessários para exercer seu trabalho.

O levantamento dessas necessidades deve ser constante, pois muitas vezes só quem está no dia a dia do canteiro de obras sabe exatamente quais fatores poderiam otimizar o processo e melhorar os resultados da produção, o que pode ser eliminado (ferramentas, métodos, tipo de matéria prima e etc), entre outros. 

As necessidades de seus colaboradores não se resumem somente ao equipamento, recursos e processos. É importante agir no que vai além do básico operacional, no que diz a respeito ao lado social do funcionário, como sua autoestima e auto-realização.

Essa lacuna do “não básico” pode ser preenchida com desenvolvimento pessoal e profissional por meio de treinamentos, palestras, workshop e treinamentos. Tais ações deixam claro ao funcionário o valor da especialização profissional, que muitas vezes é obtida somente com treinamentos internos, pois não existem cursos específicos para certas operações na construção civil e a importância de seu desenvolvimento para sua satisfação, saúde e bem estar.

Leia também: A importância da mulher no mundo corporativo

Ambiente de desenvolvimento das atividades

Para cada projeto, o tipo de atuação da empresa, as características necessárias dos colaboradores e quais as ferramentas e tempo necessário para a realização, devem ser definidas um bom tempo antes do início das obras.

Certos projetos possuem a necessidade de treinamentos e/ou cursos de capacitação para a integração de novos métodos e tecnologias (softwares, maquinário industrial leve ou pesado, tipos de materiais, novas técnicas de aplicação de materiais, de execução e etc.), os quais devem ser concluídos antes do início das operações, para evitar erros, perda de tempo por falta de domínio no manuseio de equipamentos e ferramentas, perda de matéria prima, danos a equipamentos novos, ou seja, para evitar prejuízos em todos os estágios do processo produtivo.

Profissionais motivados, alocados de acordo com suas habilidades, munidos de ferramentas e conhecimentos são extremamente produtivos e tornam-se talentos indispensáveis para uma empresa alcançar seus objetivos.

Como você pode observar, a abrangência da gestão estratégica de pessoas faz parte de todo o processo produtivo, desde o planejamento, a realização do operacional no canteiro de obras, até a entrega de seus produtos e serviços.

Integrar gestão de pessoas é complexo, porém extremamente eficiente para melhorar os resultados das empresas de construção civil. Você já conhecia este tipo de estratégia? Saiba mais sobre o mercado da construção civil em nosso blog, leia o artigo Tecnologia na construção civil: como aumentar a produtividade e os resultados.

Equipe Diwe

Equipe Diwe

Deixe um comentário

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Converse
com o
Deep team

O que você tem pra nos dizer? Nos unimos pelas pessoas que somos e pelo mindset que temos. E queremos compartilhar isso com você.