Futurologia e pesquisas de tendência

Futurologia e pesquisas de tendência: como utilizar isso na Comunicação

Quando se fala em ‘Futurologia’ a primeira coisa que vêm a mente é futurismo, misticismo ou até leitura de cartas. Mas a Futurologia vai muito além de uma simples definição do que é para uma única e específica área de estudo ou trabalho.

A futurologia tem como base a abordagem científica na tentativa de entender, prever e estudar cenários para determinadas áreas no futuro e analisar essas mudanças e como se adequar a elas. Uma das áreas que mais utiliza desse método é a Tecnologia e Inovação, tentando observar os principais objetos de estudos atuais e que terão muita força num futuro próximo (ou não).

Dentro da própria Futurologia também temos as Tendências que é um fenômeno de evolução e nos aponta algo que pode se desenvolver. Um bom exemplo disso é a Moda, que já tem suas tendências futuras já mapeadas e nos dá o que estará em alta em um ou dois anos.

Mas e como isso interfere na Comunicação e Marketing?

As tendências surgem a partir de inovação ou mudança (econômica, tecnológica, política ou social), e é vista aos poucos no comportamento das pessoas, assim, dando a possibilidade de prever e estar à frente das necessidades do público e criar estratégias de Marketing e Comunicação que estejam a frente do mercado.

Como já foi falado no conteúdo Experiência: a nova conversão do Marketing, o Marketing está se moldando – mais uma vez – para se adaptar aos consumidores e continuar se reinventando. Aqui já notamos um movimento de tendência que tem, cada vez mais, se tornando atual e conhecido nosso na esfera da comunicação. 

Entender o mercado atualmente é de extrema importância, mas também deve-se começar a analisar e ter insights de possíveis temas para o futuro para compreender melhor aonde chegar. E a probabilidade de no meio de percurso surgirem muitas outras tendências é enorme.

A Futurologia como aliada na Comunicação

Esse método pode ajudar muito o setor de Marketing pelo simples fato de ajudar a nos adiantarmos em relação aos desejos do consumidor, tendo em sua vista suas necessidades que podem surgir ao longo dos tempos e serem analisadas. A série Profound Insights, por exemplos, já é um método de estudo sobre Futurologia e Tendências para o ano de 2020. Mas como analisar e saber quais serão as próximas tendências? Separei alguns insights que podem dar indicadores de ferramentas para ajudar nessas análises: 

1. As redes sociais podem ser a maior ferramenta de Futurologia

As redes sociais se moldaram muito ao longo dos anos, algumas tendo seus ápices e outras mostrando ao que vieram anos depois. Mas todas são uma ótima ferramenta para estudar e entender o comportamento social dos consumidores. Veja: com quais conteúdos você vai conseguir atingir seu público sem ao menos entender seus gostos, interesses ou objetivos dentro da rede social?

Temos notado uma crescente na parte comportamental, principalmente via Instagram Stories. Por que compartilhar momentos em determinados locais? O que se postar para agradar os seguidores? Essas são questões a serem levantadas para entender melhor as expectativas do consumidor e levar um conteúdo que atraia mais atenção de diferentes maneiras no futuro. 

Afinal, as redes sociais podem ser consideradas laboratórios onde compreendemos melhor as interações em massa, e cada uma delas se desenvolveram para levar dados de acordo com a sua determinada plataforma, dando a opção de entender quais são as maiores tendências do momento e quais se mantém até hoje.

Além disso, temos ferramentas como o Google Trends que permite você descobrir tendências por imagens, vídeos e palavras citadas mais buscadas, além de permitir visualizar quais assuntos estão sendo mais abordados e o que outras empresas têm pesquisado também.

2. As newsletters e podcasts 

Como foi visto, os Podcasts são uma grande aposta para 2020, sendo um meio prático e acessível de comunicação, que abrange uma diversidade e imensidão de temas. Mas uma ferramenta que pode gerar bastante engajamento também são as Newsletter, um informativo por e-mail, com conteúdos segmentados e que agreguem o destinatário, enviado para um grupo seleto de participantes que escolhem receber.

Essas ferramentas de conteúdo podem ser indicadores dos tipos de temas mais abordados, consumidos e que geram engajamento, tudo isso visualizando os podcasts mais ouvidos e newsletters mais assinadas.

A leitura constante de novos conteúdos pode nos ajudar também – e muito -, na compreensão dos temas que estão mais em alta.

3. Marcas humanizadas

Uma das palavras de 2019 foi humanização. E não é à toa: marcas como Netflix e Nubank deram um show de atendimento ao cliente, SAC e Social Media abordando temas de forma mais humana, despojada e inteligente, aproveitando as oportunidades certas de interação para causar maior impacto nas redes sociais.

A partir disso vimos crescer o H2H, uma forma mais real de se comunicar com o consumidor cada vez menos robótica e cada vez mais humana: conversar de gente para gente. Um movimento de marcas que analisam cada dia mais como se comunicar, como se portar no mundo virtual e como viralizar de forma instantânea, seja com memes ou com postagens mais sérias. 

Observar essas marcas que utilizam de mais humanização no dia-a-dia podem nos trazer insights e parâmetros de comunicação com o consumidor, um futuro mais real e menos robótico. A humanização veio para ficar.

O que podemos aprender com Futurologia e Tendências

O Marketing e a Comunicação tem mudado e precisamos acompanhá-los. Estar antenado nos mais diversos assuntos e temas que estão em alta, como o consumidor tem se comportado e analisar as mudanças nas redes sociais poderão nos dar diversos insights do que o futuro nos aguarda – e com certeza ele será mais humano.

A Futurologia nos proporciona um estudo mais aprofundado das necessidades que ainda não existem dos clientes, mas também um melhor entendimento do comportamento humano e social dessa mudança constante, compreendendo melhor o consumo. Bora ter mais insights em 2020?

  • Quem escreveu: Wyllian Gabriel – Apaixonado por comunicação, tem 22 anos, Social Media na DIWE, que ama Psicologia e busca entender melhor o mundo a sua volta!
Taynar Costa
Taynar Costa
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *