Como escrever bem? 5 dicas importantes para quem produz conteúdo

Sair criando conteúdo dia após dia é uma tarefa que exige bastante esforço e uma busca constante para quem está de frente para o computador. Não é qualquer um que opta pela profissão de redator. Tem que ter coragem!

De vez em quando aparecem uns prazos curtos, alterações para serem feitas e você ainda tem que saber escrever sobre diversos assuntos em variadas formas. Por esse motivo que o repertório que você carrega e a busca constante por referências é tão importante. 

Quando você possui diversos “exemplos” na cabeça, fica muito fácil ter um insight na hora que o briefing aparece. É claro que nem sempre a ideia vem de primeira, mas com algumas técnicas esse processo pode ficar bem mais leve. Confira!

Imersão, pausa e inspiração

O brainstorming é uma parte super importante desse processo. Jogar ideias – sem filtro – vai fazer com que só as boas fiquem selecionadas depois. Funciona mais ou menos assim:

1º – Mergulhar no cliente: entender com quem estamos falando, o que estamos vendendo, quem queremos atingir e qual o tipo de comunicação podemos usar é super importante. Essa imersão acontece na primeira etapa do brainstorming e é assim que começamos a entender por onde começar. 

2º – Parar: essa é a hora que você dá uma pausa e deixa seu subconsciente trabalhar. Vá tomar um café, dar uma alongada, vá ao banheiro e volte.

3º – A ideia vem: É nessa terceira etapa que a ideia boa começa a surgir e você pode trabalhar em cima dela. 

Claro que nem sempre funciona desse jeito. Quando o prazo da entrega vem muito curto, é só o tempo de ler o briefing e começar a produzir. É aí, também, que entra a importância das referências, pois são elas que vão te ajudar a criar coisas novas, a estimular a sua criatividade e destravar.

Consuma de TUDO um pouco

Sabe aquele filme chato que você assistiu e achou que foi uma perda do seu precioso tempo? É referência! 

Ler, ouvir e assistir vários formatos diferentes de conteúdo pode te ajudar e muito! Veja filmes, vídeos, escute podcasts, leia todo tipo de conteúdo, desde textos no Medium, livros, revistas, postagens e comentários nas redes sociais – nessa hora vale até textão do Facebook. Frequentar lugares e eventos que abram a sua cabeça, como: cinema, teatro, museus, exposições e shows também te ajudam a montar um belo repertório. Tudo conta!

Mas é importante lembrar de nunca copiar suas referências, use elas para inspirar você a ter novas ideias.

Chuva de ideias

Para trabalhar com redação publicitária você precisa entender que vai escrever sobre parafuso, e-commerce de moda e software de gestão de pagamento no mesmo dia.

É possível criar conteúdos só buscando referências na hora? Sim! Mas a bagagem do redator pode dar um brilho diferente para o texto, principalmente quando o tema do conteúdo for super diferenciado.

A importância do briefing

Para que um bom conteúdo saia, é preciso que tenha um ótimo alinhamento entre o que está sendo pedido e o que precisa ser feito. Se o job chega faltando informação para quem vai produzir, é provável que vá faltar informação na entrega final. 

Um briefing bem caprichado deve conter:

  • Informações sobre o cliente
  • Contexto e entregável do job
  • Expectativa do cliente
  • Qual o problema do cliente que esse job irá ajudar a resolver
  • Prazo
  • Público-alvo e persona
  • Qual a mensagem principal do job
  • Em que canais ele será divulgado
  • Materiais de referências enviados pelo cliente

Ideias para títulos

Um dos maiores desafios dos redatores é criar um texto curto, bom e que impacte o leitor de primeira. Ser breve e conquistar todo mundo nas primeiras palavras não é tarefa fácil.

Por isso, aqui vão algumas dicas bem legais que você pode usar para criar um título bacana:

  • Recursos clichês: pegar uma frase conhecida e mudá-la para ter um twist.

Nesse anúncio a Fiat utilizou a frase “Seu algo diz muito sobre você” como recurso clichê, alterando o final do título causando surpresa.

  • Exagero: quando aumentamos as qualidades do produto para chamar a atenção do consumidor (sem fazer falsas promessas, ok?). Foi assim que a Mitsubishi fez:

Ela utilizou o fato de que o carro faz viagens tão longas que a criança já estará falando outro idioma. 

  • Repetição: confira um exemplo que a Timberland fez:

Nesse anúncio foi usada a repetição de palavra “vida” para chamar a atenção do leitor. 

Viu como é importante consumir vários tipos de conteúdo? Acompanhe nosso blog e fique por dentro de tudo que há de mais novo no mercado publicitário. 

Aproveite e confira também como utilizar o marketing de conteúdo para mercados complexos. 

Taynar Costa
Taynar Costa
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *